Entenda Porque Startups Amam Fazer Vídeos

Entenda Porque Startups Amam Vídeos, é perceptível que toda Startup tem como principais objetivos fortalecer a marca e o negócio em um curto prazo. Para isso é importante definir a melhor estratégia de marketing possível. Que sustente a expansão junto ao número de clientes e também aos investidores.

Por essa razão, fica evidente o porque grande parte desses novos empreendedores optem por vídeos como estratégia de comunicação. Tendo consolidado um novo mercado na área audiovisual, os “Startup Vídeos” ou “Vídeos para Startups”.

Esses vídeos possuem o costume de ser curtos, em geral com duração de 60 segundos. Normalmente são realizados em animações, tanto em 2D, quanto motion graphics. Tem como principal objetivo explicar a proposta de valor da empresa de forma simples e rapida. Fugindo do tradicional padrão de roteiro para vídeos institucionais. Não evidencia a empresa, mas trabalha com a solução que ela traz, sob o ponto de vista do mercado.

 

Entenda Porque Startups Amam Vídeos

Os vídeos vão ajudar a explicar o negócio, geralmente as Startups possuem modelos de negócios específicos, que muitas vezes podem não ser claros ou intuitivos em um primeiro momento. Pesquisas recentes indicam que ao assistir a um vídeo as pessoas absorvem mais da metade das informações que as pessoas que leram textos ou ouviram PodCasts, e todas elas levam pelo menos duas vezes mais tempo para esquecer o conteúdo.

Mas como isso é possível? Como o vídeo trabalha com dois canais ao mesmo tempo ou seja, comunica de forma oral e visual, ele é o formato mais adequado para transmitir informações relativamente complexas de uma maneira mais eficaz, direta e memorável.

Soma-se a isso o fato de que o vídeo, ou a forma audiovisual é a preferida das pessoas, nos mecanismos de buscas, a taxa de cliques em vídeos é 41%maior que a de textos, dados do própria Google. Para se ter ideia, em um estudo recente da revista Forbes, foi revelado que 80% dos executivos já assistem a vídeos explicativos com frequência.

 

 

Estes vídeos também possuem um grande poder de aumentar o numero de conversões, a diferença é enorme e fica clara quando você passa a ter o costume de comprar pela internet. Mais da metade dos consumidores acreditam que o vídeo é um item importante que auxilia no momento da compra.

Para que você Entenda Porque Startups Amam Vídeos, as Startups precisam converter rápido e de maneira elevada, vídeos podem ser o divisor de águas nesse sentido.

Por isso que Startups amam fazer vídeos

Além do vídeo de vendas para que a estratégia funcione, é interessante outras práticas de vídeo marketing, tais como vídeos com depoimento de clientes satisfeitos, ou demonstrativos, vídeos tutoriais também contribuem para uma maior eficacia, segundo a Forrester os vídeos podem trazer um crescimento de até 600% nas vendas.

Os vídeos contribuem também para um fortalecimento direto da marca. Por exemplo uma marca nova é sinônimo de incerteza. Isso serve para diferentes tipos de mercado, onde a tendencia vai ser sempre o aumento da concorrência. É simplesmente indispensável se diferenciar dela mostrando a que veio e tornando-se referência, tanto para os clientes quanto para os investidores. Por isso são necessárias criações personalizadas. Que criem identificação instantânea para fidelizar o espectador, trazendo reconhecimento da marca. Tanto em situações onde de recomendação quanto de referência.

Vídeos fazem de curiosos os seus próximos clientes. Pois aumentam o tráfego, geram contatos e contribuem para a manutenção dos clientes de forma segura e fácil. Isso fica claro quando olhamos para o cenário nos EUA. Quase sempre estão na vanguarda da inovação. Por lá 95% das ações de marketing são realizadas com vídeos. Enquanto aqui no Brasil mal chegam a 30%. Estamos falando de um mercado com uma fatia muito grande a ser explorada.

 

 

Conseguiu entender o porque de as Startups gostarem tanto de vídeos? Possui uma Startup e gostaria de trabalhar com essa estratégia?

Entre em contato conosco!

Deixe suas dúvidas e comentários.